Certificado aforro

certificado aforro

Como funcionam os certificados de aforro?

Isto significa que, ao subscrever Certificados de Aforro, está a emprestar dinheiro ao Estado Português. É o Estado Português que garante que vai receber de volta toda a sua poupança e os juros a que tiver direito. A partir do segundo ano, além da taxa-base beneficia de um prémio de permanência de 0,5 %.

Como subscrever certificados de aforro?

Os certificados de aforro podem ser subscritos de duas formas: presencialmente ou através da via eletrónica. Pode subscrever certificados de aforro presencialmente em qualquer estação dos CTT ou numa loja do cidadão.

Como declarar juros de certificados de aforro?

No caso de querer declará-los e englobá-los deverá preencher o quadro 4A do anexo E utilizando o código E20. Tal como nos juros de depósitos bancários, no pagamento dos juros de certificados de aforro também é deduzido o imposto a uma taxa liberatória de 28%.

Quanto custa a subscrição de um certificado de aforro?

As subscrições têm o valor de um Euro por cada unidade. Para os Certificados de Aforro (CA), o mínimo de subscrição por requisição é de 100 unidades e cada titular não poderá subscrever mais de 250 mil unidades.

Quais são as características dos certificados de aforro?

Conheça as principais características dos Certificados de Aforro. Euribor a 3 meses + 1 %. Esta taxa nunca pode ser inferior a 0 % nem superior a 3,5 %. Quer conhecer todas as características?

Qual o prazo para comprar certificados de aforro?

De uma forma resumida: ao comprar certificados de aforro é como se estivesse a emprestar dinheiro ao Estado. Atualmente a série que se encontra em comercialização, chama-se “ Série E2 ” . Tem um prazo de 10 anos, a partir da respetiva data valor de cada subscrição. Os produtos de aforro têm apenas um titular (são individuais).

Como investir em certificados de aforro?

Se tem umas poupanças de lado e não sabe como rentabilizá-las, investir em certificados de aforro pode ser uma boa solução. Ao adquirir Certificados de Aforro está a comprar dívida pública, com capital garantido pelo Estado. Ou seja, ao subscrever estes títulos, está a emprestar dinheiro ao Estado português.

Como posso subscrever os certificados de aforro?

Os Certificados de Aforro podem ser subscritos em qualquer estação de correio em Portugal e qualquer pessoa pode comprá-los. Só precisas de ser portador de um documento de identificação e número de contribuinte. Não existem limites mínimos ou máximos de idade para subscrever os Certificados de Aforro.

Qual a taxa liberatória de juros de certificados de aforro?

Tal como nos juros de depósitos bancários, no pagamento dos juros de certificados de aforro também é deduzido o imposto a uma taxa liberatória de 28%.

Como funcionam os certificados de aforro?

Isto significa que, ao subscrever Certificados de Aforro, está a emprestar dinheiro ao Estado Português. É o Estado Português que garante que vai receber de volta toda a sua poupança e os juros a que tiver direito. A partir do segundo ano, além da taxa-base beneficia de um prémio de permanência de 0,5 %.

Como englobar os juros dos certificados na Declaração de IRS?

Pode escolher englobar ou não englobar os juros dos certificados na sua declaração de IRS. Ou seja, englobar estes rendimentos na declaração não é uma obrigação. Será vantajoso englobar estes rendimentos na declaração se a taxa de IRS que está a pagar pelos juros for inferior à taxa liberatória.

Como funciona a taxa de juro do aforro?

- Agendar um atendimento personalizado e prioritário na Loja que mais lhe convier. Pode investir um mínimo de 100 € e um máximo de 250.000 € por Conta Aforro. Cada subscrição vence juros com uma periodicidade trimestral. A taxa de juro é a soma da taxa base na data de início do trimestre com o prémio de permanência.

Postagens relacionadas: